Doença mão-pé-boca se espalha cada vez mais pelo Brasil

57

A doença mão-pé-boca é considerada seriamente contagiosa, possui classificação como surto em diversas cidades do país. Do mês de abril em diante, a doença está se espalhando com mais frequência em crianças de diversos estados brasileiros.

Em Salvador – BA, já foram notificados mais de 50 casos em crianças. Em Entre Rios do Oeste – PR, uma creche teve mais de 100 crianças infectadas, o que se refere à metade dos alunos. Nesse ocorrido, a instituição teve as aulas suspensas. Em Maringá – PR, a secretaria de saúde diz que no ano de 2019 já aumentou o triplo de casos em relação aos anos anteriores.

Em Itapeva – SP, 70 casos da síndrome foram confirmados apenas em abril. No início do mês, uma escola ficou fechada para higienização após o registro da doença em alunos. Uma creche em Ourinhos – SP registrou 20 alunos com a doença mão-pé-boca. Em São Gabriel – RS 60 crianças foram infectadas pelo vírus.

Sobre a doença

A doença mão-pé-boca é uma enfermidade extremamente infecciosa que possui sintomas como: febre alta, aparecimento de manchas vermelhas na boca, amídalas e faringe e erupção de pequenas bolhas nas palmas das mãos e nas plantas dos pés.

Segundo o site do Dr Drauzio Verella, a doença contagiosa é causada pelo vírus Coxsackie.

“Eles habitam normalmente o sistema digestivo e podem provocar estomatites (espécie de afta que afeta a mucosa da boca). Embora possa acometer também os adultos, ela é mais comum na infância, antes dos cinco anos de idade”.

Sintomas

  • Febre alta dias antes do surgimento das lesões
  • Aparecimento na boca, amídalas e faringe de manchas vermelhas com vesículas branco-acinzentadas no centro que podem avançar para ulcerações que são dolorosas
  • Erupção de pequenas bolhas em geral nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, mas que pode ocorrer também nas nádegas e na região genital.

Prevenção

Ainda não existe vacina contra o vírus da mão-pé-boca. As bolhas viram feridas podem liberam vírus por contato, também pode se passar o Coxsackievirus ao espirrar e tossir.

Os meios de prevenção são:

  • O uso de máscaras em caso de início de sintomas.
  • Manter a higiene das mãos após contato principalmente em ambientes coletivos e locais públicos.
  • Lavar bem os alimentos e objetos
  • A transmissão ocorre pela via oral ou por contato direto entre as pessoas ou com fezes, saliva e outras secreções, sendo assim evitar o contato muito próximo com o paciente.
  • Cobrir a boca e o nariz ao espirrar ou tossir.

Tratamento

A doença de mão- pé- boca, como acontece com outras infecções por vírus, ela regride espontaneamente depois de alguns dias. Sendo assim, na maior parte das situações, o tratamento é sintomático com antitérmicos e anti-inflamatórios.

Os remédios antivirais ficam reservados para os casos mais graves. O principal é que o paciente permaneça em repouso, tome bastante líquido e alimente-se bem, embora a dor de garganta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digita seu nome aqui