Riscos da vacina contra febre amarela

60

A doença

Febre amarela é uma doença infecciosa, causada por um vírus transmitidos por mosquitos. Estudos demonstraram que esse vírus surgiu na África, e chegou no Brasil nos navios negreiros que traziam escravos para trabalhar nas minas e na lavoura.

Sua transmissão é feita pelo Aedes aegypti (em áreas urbanas) e o Haemagogus (em áreas rurais). O mosquito é infectado ao picar uma pessoa ou animais com a doença e então desenvolve a doença e passa a transmiti-la para quem ele picar.

Há dois ciclos da febre amarela:

Febre amarela silvestre: em que mosquitos das regiões silvestres se infectam picando primatas com a doença transmitem a um humano por meio da picada; e

Febre amarela urbana: em que um humano infectadopela febre amarela a transmite para mosquitos urbanos, como o Aedes aegypti, que a espalham.

Sintomas

Algumas pessoas que contraem a febre amarela não apresentam sintomas, entretanto, quando apresentam é comum sentir:

  • Febre
  • Dores musculares em todo o corpo, principalmente nas costas
  • Dor de cabeça
  • Perda de apetite
  • Náuseas e vômito
  • Olhos, face ou língua avermelhada
  • Fotofobia
  • Fadiga e fraqueza.

Os sintomas costumam durar entre três e quatro dias e passam sozinhos.

Outras pessoas ainda podem desenvolver sintomas mais graves mais ou menos após o período de 24 horas da recuperação dos sintomas citados anteriormente. Essa fase é chamada de tóxica e o vírus pode atingir diversos órgãos e sistemas, mas principalmente o fígado e rins. Os sintomas dessa fase são:

  • Retorno da febre alta
  • Icterícia, devido ao dano que o vírus causa no fígado
  • Urina escura
  • Dores abdominais
  • Sangramentos na boca, nariz, olhos ou estômago.

Em casos mais graves o paciente pode ter delírios, convulsões e até entrar em coma.

Dependendo do dano causado no organismo, esta fase da febre amarela pode levar a morte no intervalo entre sete e dez dias.

Diagnóstico

O diagnóstico da febre amarela é feito de acordo com os sintomas apresentados pelo paciente, levando em consideração o fato de esse já ter sido vacinado e há quanto tempo, e a ocorrência de casos da doença a sua volta. 

A morte de macacos nos lugares em que vive ou visitou é outro indício importante a ser considerado.

Vacina

A vacina é uma substância capaz de encorajar o sistema imunológico, com o objetivo de transformar o organismo da pessoa imune, ou mais resistente.

Desse modo, a vacina decorre da presença de proteínas, toxinas, partes de bactérias ou vírus, enfraquecidos ou mortos, que ao serem inseridos no organismo de estimulam a síntese de anticorpos.

A vacina contra a febre amarela (17DD) é elaborada com o vírus vivo atenuado, sendo produzida inclusive no Brasil. É aplicada por via subcutânea no braço. Em 95% das pessoas o efeito protetor ocorre uma semana após a aplicação e confere imunidade por, pelo menos, 10 anos. Está incluída nos Calendários de Vacinação e pode ser utilizada a partir dos 9 meses de idade.

Reações

A vacina geralmente produz poucos efeitos colaterais. Apenas cerca de de 5% das pessoas pode desenvolver, 5 a 10 dias depois da vacinação, sintomas como:

  • Febre;
  • Dor de cabeça; e
  • Dor muscular.

Quem não pode tomar a vacina

  • Bebês com menos de seis meses;
  • Gestantes, por falta de provas de que a infecção não passa para o feto;
  • Mulheres durante o período de amamentação, porque ainda não se sabe se o vírus atenuado da vacina consegue passar para o leite materno;
  • Pessoas imunodeprimidas, portadoras de HIV, de tumores malignos, incluindo leucemia e linfomas, que utilizam medicamentos derivados da cortisona em doses elevadas, estão em tratamento de quimio ou radioterapia, ou são portadoras de doenças que alteram o funcionamento do timo;
  • Pessoas com hipersensibilidade a algum componente da vacina;

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digita seu nome aqui