Bolsonaro manda recolher cartilha de saúde para adolescentes

134

O atual presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, em sua última live feita pela mídia social Twitter, abordou o tema da cartilha de saúde para adolescentes, afirmando seu recolhimento por conter imagens que mostravam o desenvolvimento das partes íntimas dos meninos.

O presidente relatou que teve conhecimento da cartilha de saúde para adolescentes por meio do vídeo de uma senhora criticando referido material que foi dado ao seu filho de 9 anos de idade.

Para o presidente, o material “mostra certas figuras que não cai bem para meninos e meninas de 9 anos terem acesso”

Ainda em sua live, Bolsonaro afirma que o material “Tem boas informações, precisas, mas o final dela fica complicado, no meu entendimento. Se você pai ou mãe achar que não, é um direito seu”. Fazendo, ainda, uma sugestão aos pais: “Quem tiver a cartilha em casa, dá uma olhada. Porque vai estar na mão dos seus filhos. Se achar que é o caso, tira as páginas que tratam desse assunto”.

Bolsonaro afirma que, entrou em contato com o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e decidiu solicitar ao Ministério da Saúde a retirada de circulação das cadernetas, informando que o governo irá produzir uma nova cartilha “com menos páginas, mais barata e sem essas figuras” se referindo ao capítulo que trata do tema de prevenção e cuidado sexual.

Para Mandetta, o problema não é a caderneta em si ou seu conteúdo, mas sim a faixa etária a qual é recomendada.

O site oficial do Ministério da Saúde deixa explicito que a cartilha é indicada para crianças e adolescentes entre 10 e 19 anos de idade:

“Se você tem entre 10 e 19 anos de idade, está vivendo uma fase rica em descobertas e mudanças: a adolescência.”

Em nota, o Ministério da Saúde diz que seguirá as orientações dadas pelo presidente.

A caderneta do adolescente

A Caderneta do Adolescente, disponibilizada à população pelo Ministério da Saúde, foi confeccionada no ano de 2012, ainda na gestão de Dilma Rousseff. Tal material, além de conter um capítulo dedicado exclusivamente para tratar do tema sexo seguro, aborda, ainda, diversos outros assuntos importantes e inerentes aos adolescentes, tais como:

  1. O que é o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA);
  2. Dicas de saúde;
  3. Dicas de alimentação saudável;
  4. Higiene bucal;
  5. Importância das vacinas;
  6. Puberdade, entre muitos outros temas.

A cartilha possui duas versões, sendo uma destinada às crianças e adolescentes do sexo masculino, e outra destinada à crianças e adolescentes do sexo feminino.

O próprio Ministério da Saúde, sobre a cartilha de saúde para adolescentes, traz a seguinte redação em seu site oficial:

“Para curtir a vida e desenvolver todas as suas capacidades, você vai precisar de muita saúde. Lembre-se, aprender a cuidar de seu próprio bem-estar físico, emocional, psicológico, espiritual e social é um dos desafios mais importantes para uma vida saudável. Baixe a Caderneta de Saúde do Adolescente! Ela ajudará você a acompanhar as transformações que ocorrem em seu corpo, a se informar sobre os seus direitos”

A polêmica, no entanto, gira em torno da utilização de imagens ilustrativas do desenvolvimento do órgão sexual do menino (na cartilha direcionada aos meninos) e desenvolvimento de seios bem como do órgão sexual feminino (na cartilha direcionada às meninas).

Ainda, há grande desconforto, mostrado por parte do presidente Jair Messias Bolsonaro, no que diz respeito ao capítulo utilizado para se tratar do tema “sexualidade”, conforme descrito na cartilha, haja vista que tal tópico traz em suas páginas orientações, seguidas de imagens ilustrativas, sobre a correta utilização do preservativo masculino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digita seu nome aqui