Os brasileiros ainda são contra a legalização do aborto

110

O aborto é a interrupção da gravidez de forma espontânea ou induzida, pela remoção do feto antes de ter sua sobrevivência fora do útero materno.

No Brasil a legislação permite que o aborto seja realizado em casos específicos, como: risco a vida da mãe e anencefalia, uma doença grave que foi uma decisão do Supremo Tribunal Federal Brasileiro, votada em 2012.

Tipos de aborto

Induzido que são procedimentos usados para romper a gestação

Ilegal que é a interrupção de forma que não está prevista em lei

Espontâneo que ocorre sem a vontade da mulher

No entanto, o aborto envolve questões religiosas, morais, éticas o que torna esse tema ainda mais polêmico.

É importante saber os riscos para saúde da mulher e para isso são indicados meios contraceptivos, para poder decidir qual o momento propício para ter filhos.

Meios contraceptivos

São meios contraceptivos para evitar gravidez indesejada: injeções anticoncepcionais, pílulas contraceptivas, preservativos, DIU, entre outros.

Desse modo, a maioria da população brasileira possui seus argumentos contra a legalização do aborto, ou seja, que não deveria ocorrer em nenhuma possibilidade por se tratar de um crime, principalmente quando a gestação já se encontra mais avançada, o que torna a situação ainda mais delicada.

Segundo a Sintonia Eleitoral um questionário que foi realizado durante a campanha eleitoral, material fornecido de forma exclusiva para o G1. Para melhor compreensão foi dividido em categorias como grau de escolaridade, gênero, idade, por região e por intenção de voto. O cidadão por afirmações informava o quanto concordava com a legalização do aborto.

Com base nos dados, o aborto ainda é considerado pela maioria a permissão apenas em alguns casos como estupro, risco a vida da mãe e doenças graves como anencefalia que o feto não tem chances de sobrevida.

Portanto, é primordial a educação sexual, a acesso ao atendimento médico para contornar determinada situação, visto que é um tema de saúde pública e que deve garantir o acesso aos serviços da saúde

Argumentos contra a legalização do aborto

Considerado crime previsto em lei

Questões religiosas e/ou políticas

Riscos à vida da mulher que podem ser irreparáveis

A medicina possibilita e garante outros meios para a gestação ser normal sem riscos à vida da mulher e do feto

Cabe ao Estado fornecer assistência para o nascituro e para a mãe

 Argumentos a favor da legalização do aborto

Abandono de crianças

Questões financeiras dos responsáveis para o sustento do bebê

O aborto pode ocasionar um risco a humanidade

Comprometimento a saúde mental da mulher

Mulheres que possuem renda baixa, se submetem a abortos clandestinos que podem levar à morte, um grave problema para a saúde pública.

Evitar índices de populações ainda mais pobres

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digita seu nome aqui