O dispositivo DIU é um objeto de plástico em formato de T, revestido de cobre que é introduzido no útero da mulher para agir como contraceptivo, que pode ser usado desde a juventude até a menopausa. Ele só pode ser inserido e retirado pelo profissional da área, disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde(SUS).

Segundo os médicos esse anticoncepcional possui eficácia superior a 99%, que é equivalente a uma laqueadura e sua duração é de 12 (doze) anos.

Por sua vez, é disponível de graça pelo SUS, implementadas em hospitais e Unidades Básicas de Saúde (UBS) para as mulheres.

Etapas para colocar o aparelho pelo SUS de forma gratuita:

Primeiramente a pessoa deve localizar a disponibilidade do procedimento pelo SUS, seja em hospital público ou UBS, em seguida recomenda-se que a paciente seja informada sobre o aparelho.

Visto que é primordial conhecer outros métodos anticoncepcionais desde os mais simples até os mais complexos como o DIU, isso porque o procedimento requer o acesso direto à cavidade uterina e traz o risco de complicações como inflamações, corrimentos e infecções pélvicas.

Logo ao passar em consultas e realizar exames ginecológicos conexos a pedido do médico, se efetua a marcação do procedimento, que poderá ocorrer pessoalmente na UBS ou no hospital público.

Por fim, a verificação da adaptação após a realização do procedimento, que é realizada pelo médico.

O momento ideal para a colocação do DIU pelo SUS

O momento ideal para a colocação é quando há certeza de que a paciente não está grávida, segundo os médicos o momento propicio é no período de menstruarão.

O DIU não pode ser colocado pelo SUS nas pacientes em que exibem:

  • Anormalidades no útero
  • Infecção ginecológica
  • Mulheres com gravidas ou suspeita
  • Câncer no útero
  • Sangramento de forma que não foi esclarecida

Como fica o ciclo menstrual da mulher após a colocação do DIU disponibilizada pelo SUS

Como o uso do DIU de cobre a mulher irá ter o aumento do fluxo menstrual e das cólicas, principalmente nos primeiros meses.

Vantagens da colocação do DIU pelo SUS

  • O custo é de baixo benefício
  • A eficácia é duradoura pelo SUS é até 10 anos
  • As chances de engravidar são mínimas visto que a mulher terá o aumento da menstruação

Desvantagens da colocação do DIU pelo SUS

  • Dores na colocação do DIU
  • Não protege contra Doenças sexualmente transmissíveis (DST’s)
  • Menstruarão forte e cólicas.
  • Sua eficácia é imediata