Planos de saúde e sua variação em relação ao custo Médico-Hospitalar.

147

Segundo o Índice de Variação dos Custos Médico-Hospitalares (VCMH), indica que foi atingindo 16,9% nos 12 meses finalizados em março de 2018.

Esse aumento percentual foi superior a inflação geral do País que com base no Índice de Preços no Consumidor (IPCA), foi apontado o acréscimo de 2,7% e esse custo determina os ajustes e custos nos valores das mensalidades dos planos de saúde.

Diante disso, chama-se atenção para os motivos que deram esse aumento e que serão abordados a seguir.

Gastos crescentes pela operadora de planos de saúde

Os gastos com os serviços da saúde prestados pelas operadoras de tratamentos são ocasionados pelo do aumento da frequência do uso pelos beneficiários de exames, consultas com variação de 9,5% e 10,1%, ambulatoriais com o maior porcentual 27,4%, terapias com o índice de 26,6% e as internações com maior custo com 61%.

O aumento do uso dos planos de saúde pelos idosos

Compreende-se que o índice é maior dos idosos em relação ao total da população, além das doenças crônicas vem aumentando cada vez mais na saúde suplementar, o que afeta diretamente na demanda de serviços da saúde, principalmente na área das internações que demandam mais cuidados.

Os custos e a eficácia da tecnologia na área da saúde

A inclusão da tecnologia nos setores da economia, suprimiu determinadas falhas do mercado e trouxe diversos avanços, para a área da saúde e sua produtividade é primordial, entretanto como consequência do uso sem a determinação, os custos ficam mais elevados pelo uso de equipamentos e materiais hospitalares.

A redução total na percentualidade dos beneficiários, afeta diretamente e prejudica a saúde de uma maneira geral acrescentando ainda mais pessoas nas filas do Sistema Único de Saúde (SUS), desta forma é importante estabelecer equilíbrio econômico, financeiro e a sustentabilidade do setor.

Para tanto, as operadoras de planos de saúde fazem esforços para reduzir custo e buscam agenciar atenção primária e promoção da saúde aos beneficiários, para que ocorra a redução de custos.

Além disso, se acredita que o setor de saúde suplementar possa estar buscando melhor qualidade, eficácia e aperfeiçoamento para suprimir custo, como por exemplo a apresentação da aplicação de novas propostas de pagamento para a prestação de serviços de saúde para os beneficiários.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digita seu nome aqui